Capítulo 01 :: Quando Tudo Começa!

Olá, eu me chamo James e tenho 13 anos, vivo com a minha mãe na cidade de Twinleaf, O meu maior sonho e ser um mestre Pokémon. Hoje faz dez anos que meu pai Marcos ex-membro da Elite Four desapareceu, um dia uma organização do mal chamada Team Galactic fez um grande ataque aqui em Twinleaf e meu pai como sempre foi defender nossa cidade, o comandante do Team Galactic mandou seu Weezing usar o SmokeScreen deixando meu pai impossibilitado de ver qualquer movimento seguinte, depois o Aggron do homem usou covardemente o Hyper Beam no meu pai. Depois do ataque, o comandante sumiu e junto com ele o corpo do meu pai. Como nada foi encontrado, ele foi considerado como desaparecido ao invés de morto. A polícia internacional passou meses procurando-o, rodearam todo Sinnoh, foram para Kanto, Johto e depois Hoenn. Até disseram que existia uma outra região, mas como era muito longe, eles desconsideraram, afinal como o rapaz fugiria com um corpo tão rápido até lá?
(Twinleaf Town – 08:00 hrs AM)

James: Mãaaaaae! Vem aqui por favor. – gritei.

Do meu quarto, consegui ouvir ela dizer que já estava vindo. Esperei alguns segundos e então ouvi as calmas pisadas na escada, ela andava tranquilamente. Mais segundos depois ela entra no quarto e diz:

Megan: O que foi, meu filho? – perguntou preocupada, ela estava nitidamente nervosa.
James: Calma, calma! Não é nada demais. — Aonde está meu ovo? – Indaguei.
Megan: É isso? Pensei que fosse algo mais importante. – Respondeu.
James: Mas, é algo importante! – Gritei. — Quando fui dormir ele estava aqui, e agora sumiu.
Megan: Olha, não grite! – Avisou. — As cinco da manhã, um ajudante do professor Rowan levou o ovo para Lunsiose, aquele vilarejo no meio da rota. – Respondeu ela calmamente.
James: Como assim? Levou? Para que? – Perguntei surpreso.
Megan: Como o ovo era diferente e nunca visto antes. Informei ao Professor Rowan e ele me disse que  em Lunsiose, há um laboratório especifico para isso. — Então, decidi envia-lo para lá. Não posso deixar você com um ovo desconhecido, nem sabemos que Pokémon pode nascer dele.
James: A mãe! Ai que seria mais legal e interessante. Só de pensar que eu estaria viajando com um Pokémon, nunca visto antes, me tornaria um astro, um mito! – Comentei empolgado.
Megan: Não importa! Agora já foi. — Quando chegar a Lunsiose, você poderá pega-lo. Tudo bem assim? – Perguntou.
James: Siiiiim! Obrigado. – Respondi comemorando.


Megan: Ótimo! Não está na hora de ir? – Perguntou. — Deve chegar cedo, pois muitos treinadores aparecem para pegar seu primeiro Pokémon.
James: Vou agora mesmo, já me aprontei e arrumei a mochila. – Informei. — Coloquei tudo que precisarei para a jornada. – Finalizei.
Megan: Que bom, pelo menos você é organizado. Igualzinho ao seu pai. – Disse a mulher com os olhos cheios de lágrimas, ela estava visivelmente emocionada.
James: Obrigado, estou nessa jornada para honra-lo. — Um dia ela sentirá muito orgulho de mim.
Megan: Ele já sente meu filho, ele já sente! — Agora venha cá. – Disse minha mãe me puxando para perto dela e abraçando-me apertado.

Ficamos abraçados por longos minutos, choramos um pouco, pois relembramos meu pai vendo algumas fotos da jornada dele. Tomei café com ela e finalmente me despedi de vez. Nos demos outros abraços e alguns beijos. Peguei minha mochila e parti a pé para o laboratório do Rowan, que ficava bastante longe da minha cidade. Passaram-se duas horas até a chegada do laboratório, um assistente que estava na porta me cumprimento e permitiu minha entrada. Ao chegar na sala em que os Pokémon ficavam, encontrei uma pessoa desagradável.

???: Ora, ora! Olha que está aqui. – Disse o garoto com o tom de voz sarcástico. — O idiota medroso resolver sair em jornada. Pensei que fosse muito covarde para isso.
James: Chega de criancice, Charles! Não temos mais cinco anos. – Gritei.
Charles: E também não somos mais amigos! – Gritou de volta. — Você ainda vai me pagar caro.


James: Não somos amigos por suas escolhas. Não me cul... – Eu ia gritar quando de repente fui interrompido por um homem que se aproximava.
???: Mas, o que está havendo aqui? – Perguntou o homem.


James: Nos desculpe professor Rowan. – Respondi rápido.
Charles: Foi o James que começou, não tenho nada a ver com isso. – Disse ele apontando para mim.
Rowan: Não perguntei quem começou, agora vamos, digam seus nomes. – Indagou sério.
Charles: Me chamo Charles Jin. – Respondeu.
James: E eu, sou James Collings. – Respondi sorrindo.
Rowan: Collings? Então você é o filho do Marcos? O grande treinador de Sinnoh. – Perguntou sorridente.
James: Sim, sou eu! – Respondi.

Após minhas palavras, Rowan me consolou pelo sumiço de meu pai, deixei algumas lágrimas caírem, porém logo me tranquilizei. Charles ficou rindo da situação, mas não liguei para as provocações dele. Rowan nos levou até uma área mais interna do laboratório, uma enorme sala, onde haviam grandes maquinas e várias mesas com três Pokéball em cada.

(Sandgem Town (Rowan’s Lab) – 09:40 hrs AM)

Rowan: Hoje, os dois se tornaram treinadores e com os Pokémon a seguir, vocês construíram uma jornada de aventura, emoção e muitos perigos. — E para isso, lhes apresento os inicias de Sinnoh. Turtwig, Chimchar e Piplup saíam. – Disse o homem arremessando três Pokéball no ar.
Turt-wiig
Chim-chim-char
Pip-plup
James/Charles: Que legal! – Dissemos os dois sincronizados e harmonizados.
Charles: Quero o Turtwig! – Disse ele já pegando o Pokémon e o abraçando.
Rowan: Acalme-se, assim você o assustara. – Informou o Professor. – Tome a Pokéball dele e mais outras cincos para capturar seus próximos Pokémon e claro a Pokédex, com ela você poderá encontrar as informações completas de todos os Pokémon de Sinnoh e regiões próximas.
Charles: Acho bom, este é o meu direito. – Disse Charles sarcástico.
Rowan: Então, James sua vez! – Disse o homem ignorando o comentário de Charles. — Restaram Chimchar e Piplup, quem desejas? – Perguntou.
James: Como vou homenagear meu pai, decidi que ficarei com o Chimchar. — Ele foi o Pokémon que meu pai escolheu quando iniciou sua jornada. – Venha aqui amigo. – Eu disse chamando Chimchar, que mesmo com medo se aproximou de mim, e o peguei no colo.
Rowan: Tome também, as suas Pokéballs e sua Pokédex. – Disse ele entregando-me os itens. — Vocês dois devem cuidar bem dos dois ouviram?
James/Charles: Claro!
Charles: Que tal travarmos uma batalha? Será um pré-aquecimento para a jornada. – Comentou.
James: Aceito sim, vamos agora! — Professor você pode ser o juiz? – Perguntou.
Rowan: Será um prazer! Vamos. – Respondeu.

Todos se dirigem para um campo de batalha atrás do laboratório, ele parecia que não era usado a anos, haviam folhas secas por toda a parte.

Rowan: A batalha será de um contra um, podem começar!
Charles: Começamos vai Turtwig. – Ordenou.
Turrrr
James: Chimchar é com vocêeee!  
Chiim-chaaa
James: Comece com o Scratch! Vaaai. – Ordenei.
Chim


Charles: Turtwig use o Razor Leaf!


Turtwig para Chimchar atirando vários Razor Leaf na mão do Pokémon, que fica impossibilitado de atacar e sofre danos leves.

Charles: A vantagem é nossa! Turtwig use Absorb.
Tuuuuurt
James: Evasiva e depois use o Ember.
Chiiii


Chimchar desvia facilmente do Absorb, já recuperado do ataque anterior, ele atira um forte Ember em Turtwig, causando danos graves.

Charles: Não! Turtwiiiig. – gritou.



 

Turtwig. K.O


Rowan: Turtwig está fora de combate, a vitória vai para Chimchar e James! – anuncia o professor.
Charles: Volte!
James: Chimchar retorne! Obrigado pela ajuda, parabéns. – agradeci. — Parece que você errou, eu venci!
Charles: Todos cometemos erros, deveria saber! — Mas, você foi bem, obrigado pela batalha!
James: Obrigado, você também foi ótimo! Espero que possamos ser amigos! – eu disso sorrindo e erguendo a mão.
Imaginem que ele está erguendo a mão. kk
Charles: Amigos? Tá brincando? – riu. — Seremos rivais eternamente, e nada mais, entendeu? – terminou gritando.
James: Ok, entendi! – respondi.
Charles: Eu irei te vencer na próxima vez, e ai, veremos que o mais forte! – Charles riu sarcástico e virou se em direção sem dizer mais nada.
James: Eu hein, que estranho! – comentei. — Pensei que ele tinha ficado melhor.
Rowan: Não se preocupe, ele só não gostou de ter perdido.
James: É deve ser isso! – Acho que também chegou minha hora de ir.
Rowan: É, parece que sim! Lhe desejo muita boa sorte! – disse o professor sorrindo. — Lhe vejo em breve!
James: Certo! Obrigado pelo Pokémon, serei sempre grato! – agradeci sorrindo de volta
Rowan: Que isso, é apenas o meu trabalho. — Espero que você e o Chimchar se deem muito bem. – disse. — É muito importante a ligação do treinador com seu parceiro.
James: Nos daremos bem, cuidarei muito bem dele! — Te dou minha palavra!
Rowan: Confio em você!


Após o dialogo Rowan entrou no laboratório pela porta de trás, e eu, fui em direção ao portão da frente e sai do laboratório. De agora em diante me jornada havia começando, aventuras e desafios iriam começar a surgir e eu sabia que para vencer os desafios, precisaria estar cada vez mais forte, por isso decidi que ia desafiar todos os ginásios de Sinnoh em busca de oito insígnias. Afinal a Liga Kalos e o paradeiro de meu pai, dependiam de minha força e dos meus futuros Pokémon. 

—  Meu sonho começa agora!

Vinícius Dutra

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

4 comentários:

  1. Oh My Gawd! Você voltou com a fanfic do James? Quanta saudade eu tinha dessa história, que bom ver ela recebendo um reboot, com certeza irei acompanhar, afinal foi uma das primeiras histórias que li no Spirit quando eu também estava começando. Não me lembro de quase nada do tempo do Spirit, confesso, por isso é como se fosse ler pela primeira vez e isso me deixa bem entusiasmada ^^

    Até breve ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiii! Você não sabe o quanto estou feliz por estar aqui. <3.. Saudades de Kath e Piplup. rsrs. Eu também ainda nem acredito que decide fazer um reboot desta fanfic, mas, aqui estamos! Vou focar em fazer algo demasiado bom. :)

      Excluir
  2. Yo, Vinicius!
    Eu não sei se você me conhece, mas eu já comentei algumas vezes em sua fanfiction anterior, "As Aventuras de Jack em Kalos", mas nunca comentei em todos os capítulos.
    Porém, como você criou esse reboot da tão falada fanfiction em Sinnoh que você postou no Spirit, eu decidi comentar ela desde o primeiro capítulo e-e
    E, caramba, essa fanfiction me agradou muito!
    Apesar de ter tido alguns erros de falta de vírgula, eu gostei do lance do James ser filho de um ex-Membro da Elite 4 de Sinnoh.
    O fato de James e Charles serem iguais ao Hilbert e o Hugh me agradou muito também.
    Espero que você não cancele essa fanfiction!
    See ya, boy!

    ResponderExcluir
  3. Oiii! Lembro de vc sim, que bom que está aqui.
    Sinto muito pela falta de vírgulas, ainda vou revisar. Hilbert e Hugh são os meus preferidos do mangá e sempre quis coloca-los em algo.. Não se preocupe não vou cancelar, com seu apoio e dos outros continuarei com certeza!!! Até, o segundo cap já ta ai e o 3 tá quase..

    ResponderExcluir